terça-feira, 28 de maio de 2013

4º dia 14 de abril de 2013 Bangkok para Aranyaprathet na fronteira com o Cambodja

Esta imagem foi tirada de dentro da estação Hua Lum Pong ou HUALAMPHONG vindo da estação do bairro de Lat Phrao em Bangkok.
Os trens são em sua maioria absolutamente diferentes dos trens e do skytrem de Bangkok. São velhos, sucateados. Não fui na primeira classe pois preferi ver como andavam os tailandeses. Fui na 3ª classe. Na estação conheci dois franceses e dentro do trem fui até algumas estações conversando com um rapaz e duas senhoras, todos filipinos.
Passagem da estação Hua Lum Pong para Aranyaprathet. Preço 48 Baths (algo em torno de R$ 14,00). A viagem dura seis hora, mas esta durou sete. 

2453 ano da construção da estação de trem de Hua Lum Pong


video
Banho na imagem do Buda na estação de trens de Hua Lum Pong.
Durante a viagem prevista para seis horas e de fato demorou sete, os guadas que estavam no trem, vestidos de preto, foram extremamente cordiais. Não falavam inglês, mas através de gestos me perguntavam se eu estava bem acomodado, pediam cordialmente a bagagem para colocar nos bagageiros dos vagões e sempre que passavam por mim me cumprimentavam.
Vi centenas de casas com esta tipologia. Palafitas em locais do interior da Tailândia, como esta da foto e diversas outras no Cambodja. Saindo de Bangkok a pobreza impera, como também é possível ver no Brasil e acredito que na maioria dos países do mundo. Esta palafita só me indica que grande parte do território da Tailândia, devido ao clima de monções deve alagar bastante, o que se explica pela altura do primeiro piso das casas. Rede elétrica precária e água encanada, acredito que é inexistente, como se pode ver a quantidade de tonéis improvisados para o armazenamento (muito comum no trecho que viajei).
Monges caminhando
É muito difícil ver uma cidade ou povoado no interior da Tailândia sem vermos um templo budista. Acredito que muitas das cidades e povoados surgiram e se desenvolveram nas proximidades dos templos. Esta estação de trem é simplesmente linda, com semitério budista e templo, praças verdes, no entanto com muitas e muitas casas bastante humildes.

Os trens possuem os acessos entre os vagões abertos e estas conexões são usadas para fumar, apesar de ter em cima da porta o aviso de multa por fumar no interior dos trens.
Esta é uma vista comum entre a Tailândia e o Cambdja, casas e feiras de improviso.
Enfim depois de sete horas a tão esperada chegada em ARANYAPRATHET.
Estação de ARANYAPRATHET e imagem do trem que viajei.
Estação de ARANYAPRATHET
Estava coberto de fuligem e suado, pois no caminho haviam muitas áreas com queimadas para o replantio do arroz e apesar das chuvas o calor estava terrível. Cheguei quase morto.
Saída da estação de ARANYAPRATHET até o hotel/ motel que passei a noite. Meu primeiro passeio de tuk tuk.


Nenhum comentário:

Postar um comentário